Desgaste no Joelho Durante a Corrida

Desgaste no Joelho Durante a Corrida

Correr faz um bem enorme a nossa saúde: ajuda a emagrecer e ganhar condicionamento físico. Mas, por outro lado, o impacto de cada passada durante uma corrida impõe aos joelhos uma sobrecarga que chega a cinco vezes o peso do corpo do praticante.

Com o tempo, se não houver o preparo adequado da musculatura dos membros inferiores, o joelho passa a sofrer um processo de desgaste, levando ao desgaste da cartilagem e lesões meniscais, que estão relacionadas a esse desgaste. (Leia mais.)

As lesões meniscais causam sintomas característicos como dor bem localizada com períodos de alivio e agravo a determinados movimentos como agachar e cruzar as pernas, inchaço, e bloqueio (travamento).

O que é a cartilagem

Já a cartilagem é o tecido que reveste as articulações do corpo humano. Ela pode sofrer traumas que são causados por lesões como torção, contusão direta, distensões, ruptura de ligamentos ou um desgaste com o passar dos anos, que caracteriza a artrose.

Esse desgaste da cartilagem pode ir ocorrendo com o tempo, devido a uma série de fatores que podem ser desde a realização de atividades de alto impacto como atletismo, saltos, corrida, vôlei, futebol, basquete, ou ainda pela degeneração natural causada pela idade ou pelo excesso de peso.

No joelho, o desgaste da cartilagem vai provocar dor e incomodo toda vez que a articulação foi requerida como durante o movimento que fazemos para ficar nos levantar ou sentar, caminhar, correr, subir e descer escadas.

Procure o médico

A primeira coisa a fazer ao sofrer uma lesão no joelho ou sentir os sintomas do desgaste na cartilagem é procurar o ortopedista. Após um exame clínico, dos sintomas e de realização de exames de imagem, o médico poderá determinar qual o tratamento é mais indicado para o problema.

Se a lesão não for tão grave, sessões de fisioterapia e fortalecimento muscular podem ser o suficiente para resolver o problema, mas se o tratamento não funcionar pode ser necessária a realização de cirurgia.

A técnica cirúrgica vai ser definida pelo ortopedista levando em consideração a gravidade da lesão. Depois da cirurgia, o paciente também terá que passar por um processo de recuperação que inclui a realização de sessões de fisioterapia, que visa tanto a recuperação da funcionalidade dos joelhos como o seu fortalecimento e também com o tempo o fortalecimento muscular. Os músculos das pernas, fortalecidos, aliás ajudam e muito a prevenir o acometimento por lesões nos joelhos.

escrito por admin

— admin

Have your say